quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Eike é alvo de mandado de prisão em operação ligada à Lava Jato


A Polícia Federal tenta cumprir desde o início da manhã desta quinta-feira (26) um mandado de prisão preventiva (sem data para terminar) contra o empresário Eike Batista. A ação faz parte da Operação Eficiência, segunda fase da Calicute, braço da Lava Jato do Rio.
Os policiais chegaram à casa do empresário, localizada no Jardim Botânico, zona sul, por volta das 6h da manhã. O empresário, no entanto, não está no Brasil, segundo apurou o UOL. Neste momento, ele é considerado foragido pela Justiça. Contra ele também está sendo cumprido mandado de busca e apreensão.
Eike é investigado por corrupção ativa por ter pagado propina para o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB) utilizando um contrato fictício. A reportagem ligou para o celular do advogado de Eike, mas não conseguiu o contato. A assessoria de comunicação do grupo EBX, de Eike, ainda não foi localizada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário