quarta-feira, 6 de setembro de 2017

POLÍTICA

CARTACAPITAL  (CLICK)

“Janot meteu os pés pelas mãos”

por Sergio Lirio — publicado 06/09/2017 13h29
Os erros que podem anular a delação da JBS resultam da chefia inconsequente do procurador-geral, diz o ex-ministro Eugênio Aragão.

Ministro da Justiça no fim do governo Dilma Rousseff, respeitado procurador de carreira, Eugênio Aragão não está entre aqueles que descobriram subitamente os excessos e equívocos da Lava Jato. Crítico contumaz das medidas de exceção encampadas pelo Ministério Público e pela Justiça, Aragão vê confirmadas suas teses no episódio da delação premiada dos executivos da JBS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário